domingo, 21 de junho de 2009

Nós Nascemos Narcisistas Novamente

Vivíamos vidas virtuosas, regradas e, ainda assim, tristes e enfadonhas. Resolvemos morrer então.

Nascemos outra vez. Nascemos Novamente com o dom maravilhoso de Narciso, e a felicidade rebentava em nossas têmporas.

Nascemos Novamente Narcisistas, somos perfeito, imaculado, divino. Desinteressa-nos o resto, o que é feio, o que desagrada. Nosso mundo se limita pela nossa tez acetinada, extendendo-se até a ponta de nossos dedos, ou um pouco mais, se este tocarem o espelho

Oh, o espelho... Este sim, uma verdadeira maravilha... "Mostra-nos o que é belo e perfeito, ó espelho", -lo em frente a ele e abre os olhos, e verás que ele é o único verdadeiro gênio fantástico neste mundo.

Nascemos Novamente Narcisistas, uma vida parnasiana, bela, doce, digna de ser vista por nossos olhos vítreos, e de ser vivida e gozada por nossos corpos apolíneos. Somos perfeitos, somos angelicais, somos divinos, somos eternos...

E também somos ingênuos